Que se inicie a batalha…

Desde que o comércio existe, a concorrência faz parte do negócio. Se justa, a concorrência é ótima para obrigar as empresas a aprimorarem cada vez mais seu trabalho e a buscarem se destacar entre os demais. Quem ganha? O consumidor, é claro!

Mas porquê estou dizendo isso? Porque com R$ 18.900,00 você pode comprar uma Royal Enfield Bullet, com motor monocilíndrico de 500 cm³, 27,2 cv de potência e 4,21 kgfm de torque. Esse modelo é considerado o mais antigo em produção da história, com fabricação iniciada em 1931.

121665_2012-RoyalEnfield-BulletC5Military-BattleGreen2 (1)
Royal Enfield Classic 500 (Green Battle)

Apenas como comparativo… uma Honda XRE 300 custa R$ 16.890,00, possui muitas peças de plástico, vem com o cabeçote trincado, muitas peças de plástico e seguro, se fizer, nas alturas.

Gostou? Veja mais aqui.

Duvel Golden Ale – Geladas

logo-duvel

Já mudamos de estação e é totalmente perceptível a alteração do clima. As chuvas já são mais espaçadas, a temperatura no final do dia está mais baixa, o vento já “assopra” com mais força, enfim, estamos no outono. Particularmente gosto desse clima, não sei exatamente porquê, mas acho uma época do ano muito charmosa. Ótimo… e no outono se bebe o que?

Cerveja! Mas agora, sem o calorão, podemos explorar outros estilos que combinam com esse clima. Dentre os estilos estão as cervejas mais encorpadas, com maior teor alcoólico e consequentemente, mais aromas e sabores. Sendo assim, prefira ales de coloração dourada e avermelhada: IPA, Pale Ale, Red Ale chegando até Stouts nos dias mais frios (já vá se aquecendo para o inverno).

Tudo isso que disse antes é para apresentar a estrela de hoje, a Duvel Golden Strong Ale. Ela é a representante mais famosa do estilo belga, também chamado de Blonde Ale. Encorpada e alcoólica, com sabor doce em equilíbrio com o amargo, deixa contragosto levemente adocicado. No visual, certa turbidez e espuma persistente de boa formação, que irá valorizar os aromas. Aliás, o aroma dessa cerveja já te diz um pouco de como será na boca, visto que irá sentir a presença de álcool.

duvelCerveja: Duvel Golden Strong Ale

Transparência: Levemente turva

Cor: Dourada

Espuma: Creme branco de boa formação e muita persistência

Aroma: Floral e alcoólico

Sabor: Equilibrado (amargo x doce), com final seco e adocicado

Copo: Tupila (igual a foto). Esqueça aquele copo lager, que todas as pessoas o chamam de tupipa!

duvel strong

 

Baden Baden Witbier – Geladas

logo_baden_baden_atual

Minha preferência por witbiers não é segredo aqui no GASOLINE SAUCE. Acho uma cerveja extremamente refrescante, aliás mais refrescante do que as standard lagers que conhecemos, ao contrário do que muitos pensam. As witbiers são originárias da Bélgica, lembre-se da história aqui, e normalmente apresentam uma coloração bem característica amarelo palha. A melhor palavra para definir uma witbier é: elegência.

A Baden Baden Witbier não é diferente. Produzida com maltes de trigo e de cevada, ela não é filtrada e seu sabor traz a refrescância cítrica da laranja, com um leve sabor picante do coentro. Na verdade a não filtração da cerveja é por conta dos grãos do trigo, que possuem uma casca pequena e tornam a filtração, em muitos casos, opcional.

Por conta do coentro ela harmoniza com frutos do mar, peixes e queijos branco (brie, camembert e cabra). Aliás, aprendi uma dica simples e que ajuda na escolha da cerveja para acompanhar seu prato: cervejas claras combinam com carnes brancas, sendo sua recíproca verdadeira, ou seja, cervejas escuras com carnes escuras. Não é uma regra, mas ajuda demais.

baden-baden-witbierCerveja: Baden Baden Witbier

Transparência: Turva, opaca

Cor: Amarelo palha

Espuma: Branca, de média formação

Aroma: Cítrico (cascas de laranja) e coentro

Sabor: Cítrico, com baixo amargor, corpo médio e ótimo drinkability

Copo: Pint (inglês), ou Caldereta

IMG_3278

Gosta de witbier? Veja também aqui e aqui.

Barco Thai – Geladas

cerveja_barco_thai_weiss_com_gengibre_600_ml_104_2_20161027224415

Thai ou Thailand, traduzido em português, Tailândia! Falando assim já lembro de Bangkok e do filme “Se beber não case II”, com aquela vida noturna agitada e a paz e serenidade dos templos budistas. Mas não, para essa weissbier a Tailândia foi a inspiração que faltava para adicionar gengibre na receita. Gengibre?! Não fica forte?!

Não! A Barco Thai é tão equilibrada e refrescante, que você vai quase meditar enquanto estiver apreciando. Utiliza lúpulos importados da Alemanha e República Tcheca, que garantem a qualidade extrema da cerveja, mas não carregam amargor na cerveja.

292x4382ada689961c09740456d5a919ada21fbCerveja: Barco Thai

Transparência: Leve turbidez

Cor: Dourado claro, que lembra bastante uma Witbier

Espuma: Branca de boa formação e persistência

Aroma: Cítrico, cravo e gengibre

Sabor: Segue aroma

Copo: Weizen

IMG_3154.PNG

Não se esqueça do copo certo e se não sabe servir, leia aqui.

Está vivo!

Confesso, o GASOLINE SAUCE ficou um pouco parado sim! Corrido demais para escrever e me dedicar, desanimado por conta da péssima notícia sobre a Iron ou talvez até por uma crise de identidade… a verdade é que não importa muito o porquê, o que importa é: falar sobre motos e cervejas!!

2304808_orig

Mas não se preocupe, prometo arrumar a bagunça e retomar com o conteúdo. E para me redimir com os leitores do GS, segue uma seleção de posts que gosto: