Motorino

Se você leu esse post aqui, sabe que vou continuar falando de scooters e motonetas. Mas hoje o post é dedicado para quem sempre teve vontade de ter uma Vespa, ou no estilo, mas tem receio de ficar na mão por problemas mecânicos.

tumblr_ngd144N5lz1svpa8fo1_500
(Foto All Things)

Quando eu era pequeno, lembro muito de ver algumas Vespas PX 200 andando pelo bairro. Mas elas foram sumindo aos poucos, até que chega um momento e você percebe que todas desapareceram. Não é tão espantoso assim, pois as PX 200 são do ano de 86 e 87, sobrevivendo à 30 anos. E se você procurar na internet, vai perceber que existem dois tipos: as esbagaçadas custando aproximadamente R$ 6.000,00 e implorando uma restauração; ou as restauradas, não custando menos de R$ 11.000,00.

 

Mas a importadora Northstar Motors, de Curitiba – PR, está trazendo ao Brasil scooters das marcas Motorino e LML, todas com muito estilo. Elas são inspiradas nos modelos das antigas Vespas, mas com tecnologia incorporada: partida elétrica, motores 4 tempos e transmissão automática CVT.

Ainda não tive a oportunidade de dar uma volta com uma delas, mas parecem muito bem feitas. Particularmente, a LML Star me agrada muito porque é o mesmo projeto da Vespa PX 200, que eu tanto via quando pequeno. Ela é equipada com um motor de 125 cm³, possui transmissão manual de quatro marchas ou automática CVT, partida elétrica e várias cores disponíveis. Já que escolhi o modelo, porque não a cor?! Marfim com banco caramelo, no melhor estilo italiano!

125-4t-marfil
Star 125 Automática (Foto LML)

Mas vale o destaque para outros modelos, como a Velocette inspirada no primeiro modelo da Vespa lançada em 1946; a Cappuccino, que lembra alguns modelos da Piaggio; e a Velvet, com design retrô e motorização de 50 cm³.

cappuccino-conceito
Cappuccino (Foto Motorino)
starautomaticconceito
LML Star (Foto Motorino)
velocetteconceito
Velocette (Foto Motorino)
velvet-conceito1
Velvet (Foto Motorino)
Anúncios

Scooters e motonetas

s9JHV

Se procura um veículo barato, com baixo consumo de combustível e prático para se locomover em cidades, a dica é: scooter. Não importa muito se você se refere a elas como motonetas ou scooters, o importante é que chegam a fazer mais de 35 km com 1 litro de gasolina.

As motonetas surgiram ao final da segunda guerra mundial, quando o italiano Enrico Piaggio teve a visão de um meio de transporte cômodo, de fácil manejo e barato. Após um frustrado projeto desenhado por Renzo Spolti, Piaggio procurou ajuda de um engenheiro aeronáutico chamado Corradino D’Ascanio, fissurado em aviões. O veículo foi desenhado com aspecto revolucionário para sua época. Diz a lenda que quando Piaggio viu pela primeira vez o protótipo exclamou: “Bello, sembra uma vespa!” (“Bonito, parece uma vespa!”), fazendo ilusão ao inseto.

vespa 98- 1946
Vespa 98

Surgiu então a Vespa 98, apresentada em 1946. Depois dela, ou praticamente junto, vieram as Lambretas. Logo as motonetas se popularizaram pelo mundo e nas décadas seguintes tiveram vendas significativas. As Vespas e Lambretas foram as escolhidas pelos jovens em movimentos no Reino Unidos, Mods e depois skinheads. Uma das razões é que o transporte público encerrava suas atividades relativamente cedo e as motonetas eram mais baratas que automóveis.

LambrettalogoDecal50cm

Nesta mesma época outro movimento de jovens, os rockers, centrados em motocicletas cafe racers, entravam em constantes conflitos. Em 1964, o conflito “mods versus rockers” deu origem a um pânico moral voltado contra a juventude moderna na Grã-Bretanha.

Mas não foi por isso que as motonetas perderam espaço nas décadas seguintes. As japonesas e suas modernas 125 cm³ do final da década de 70, e as restrições ambientais de emissão de poluentes na década de 80, fizeram as vendas e produções de Vespas e Lambretas tenderam à zero nas Américas.

harley_davidson_topper_scooter_9Até a HD lançou sua scooter. Lançada em 1960, a Topper com motor dois tempos de 165 cm³, durou apenas 5 anos em linha de produção.

Hoje, nosso cenário é totalmente diferente. Visando exatamente as mesmas coisas que fizeram com que as motonetas saíssem do papel, as grandes montadoras se renderam aos poucos aos encantos das scooters. De 2007 à 2012 foram vendidas mais de 26.200 scooters, resultando um crescimento de 800%. Acha um número impressionante? Só no 1º semestre de 2015 foram vendidas quase 24.000 unidades, somando as cinco mais vendidas.

Com câmbio automático, em muitas o CVT – ausência de engrenagens, fácil pilotagem, sistema de frenagem assistida (algumas até com ABS), baixo consumo de combustível e um sistema de transporte público caótico e saturado, a dica do GASOLINE SAUCE sem sombra de dúvidas é: se você quer um veículo de transporte barato e econômico, compre uma scooter e seja bem-vindo ao mundo das duas rodas! Qual? Daí depende da sua utilização. Mas fique ligado, farei outros posts voltados ao assunto.