Polizia

Passeando por Florença, meu amigo Rodrigo Meninu flagrou essas aí embaixo e me mandou uma foto.

polizia

São duas BMW F 700 GS modificadas exclusivamente para a polícia italiana. Elas possuem além dos bagageiros especiais, um sistema de ABS diferenciado e iluminação LED. O motor tem 796 cm³, 75 cv de potência e torque de 7,85 kgfm. No Brasil, a F 700 GS passou a substituir a F 650 GS agora em 2016.

Imagine a ROCAM montada nessas bichonas?! Aliás, recomendo fortemente que assistam alguns vídeos do canal ROCAM 22M para ver todo o potencial de nossos PMs correndo atrás dos vagabundos!

It’s friday

Eu já assisti esse vídeo em algum lugar, mas não lembro aonde. Mesmo assim, será a primeira vez publicada no GASOLINE SAUCE. E esse motor é um shovelhead, você lembra dele aqui.

Já imaginou um rolê numa dessas? Percebeu que a troca de marcha é feita em uma alavanca próxima ao banco?! O pedal esquerdo é a embreagem, igual ao carro. Show!!

Harley and the Davidsons [UPDATE]

Conforme prometido aqui, estou voltando com mais informações sobre a série da Discovery Channel. Segundo o próprio site do canal (aqui), o primeiro episódio será exibido na sexta-feira próxima, dia 23/09, às 22:10.

Estou bastante animado para assisti-la, visto que todas as motocicletas são réplicas fieis construídas exclusivamente para as filmagens. Por enquanto, vamos curtindo um pouco dos teasers liberados.

It’s friday

A atriz principal do filme aí acima é uma H-D Sportster XLCH de 1961, totalmente restaurada e customizada. As Sportster surgiram em 1957, após o surgimento do modelo K em 1952, porém dotadas de algumas melhorias e um novo motor. Parece até um Shovelhead, lembre dele aqui, mas é um Ironhead. Ele é montado junto com a transmissão na mesma carcaça, da mesma forma que ocorre hoje com os Evolutions.

Diário da Eva – Espelhos rebatidos

Pode parecer brincadeira, mas a dúvida sobre H-D’s mais frequente são os espelhos rebatidos. Seja no posto de gasolina, parado no semáforo ou até quando estou me encapotando todo para sair, a pergunta varia, mas a ideia é sempre a mesma: “Os espelhos desse jeito não dificultam a visualização?”.

Na verdade, os espelhos rebatidos para baixo são originais na Forty-Eight, mas na Iron eles são montados para cima. E rebater os espelhos para baixo é a customização, ou uma das, mais comum dentre os proprietários de Iron. Talvez porque o estilo da motoca fique mais bravo, ou talvez porque é muito fácil fazer e não precisa de nenhuma adaptação. Dá uma olhada no vídeo aí…

Mas Louis, afinal, é ruim ou não deixar os espelhos para baixo? Sim e não! Explicarei:

– Sim, é ruim, porque aquela olhada rápida no espelho passa a ficar um pouco mais demorada e faz você mexer a cabeça para baixo, isso pode te prejudicar nas entradas rápidas e/ou desviar um pouco mais a atenção. Também atrapalha um pouco na passagem pelo corredor, quando você vai dar aquela “remada” por cima dos retrovisores dos carros parados muito juntos.

– Não, é bom, porque na posição original você enxerga os ombros e braços. Já rebatidos para baixo, a visão fica mais limpa e livre.

Lógico que não consigo explicar tudo isso parado no farol… usando capacete ainda, pode esquecer. Por isso a reposta é sempre a mesma: “Fica diferente, precisa se acostumar!”.

 

RXC Heavy Flux

Pelo título do post você já lembrará do Raphael… falei dele aqui. Pois bem, ele me mandou umas fotos de um novo modelo batizado de Heavy Flux. O modelo é muito interessante, pois é uma releitura do modelo que uso, porém retrabalhado para melhorar o fluxo de ar. O resultado ficou sensacional, como sempre… Parabéns pelo trabalho Raphael!!

Este slideshow necessita de JavaScript.