… e sonhemos!

Bruta! Não é a toa que essa aí foi batizada de Diavel, demônio no dialeto bolonhês. Motor Testatretta 11° de 1.198 cm³, gera 162 HP de potência e 13 kgfm de torque, possui refrigeração líquida e um comando de válvulas com nome complicado, desmodrômico, tradicional nos motores Ducati.A moto é um canhão, com muita tecnologia embarcada e um design italiano TOP.

focus_monster-1200-1200s_testastretta-01_634x357_634x357

TOP 5 – Motos que eu teria!

Pegando carona em um dos tópicos que vai e vem lá no fórum H-D, decidi montar meu TOP 5 de motos que eu teria na garagem. E como sonhar não custa nada, vou iniciar minha lista com a mais nova Sporty… sim, a maravilhosa:

H-D SPORTSTER ROADSTER 1200

Nem preciso comentar muito, já que falei alguns detalhes dela aqui e ainda não tenho um review para me basear. Aliás, essa é uma das motos que eu vou fazer um test-ride. No meu sonho, ela é vermelha!

17-hd-roadster-1-large-1
(H-D Roadster 1200)

DUCATI MONSTER 796

Um clássico italiano para quem gosta de moto, afinal é um ícone urbano em linha à 21 anos. O quadro treliçado chama atenção no primeiro momento, depois talvez o tanque robusto, as ponteiras do escape subindo próximas ao banco monoposto e por aí vai; mas nada supera à balança monobraço da Monster 796.

Exatamente, não existe nada tão bonito e elegante quando uma balança de suspensão traseira monobraço. Também é uma característica nas BMW e fácil de entender, já que existe redução de peso e fácil manutenção da roda traseira. Já na Monster 821, a Ducati voltou com a balança tradicional (com dois braços) igual na Monster 696. Por conta disso, mesmo com maior tecnologia embarcada a Monster 821 perdeu seu lugar para a Monster 796.

2014-ducati-monster-796c
(Ducati Monster 796)

 

São 803 cm³ em um motor de dois cilindros em L, tradicional na Ducati, com 87 cv de potência, quase 8,0 kgfm de torque e refrigeração à ar. No meu sonho ela é preta com o quadro vermelho!

H-D SPORTSTER FORTY-EIGHT

14-hd-forty-eight-bs-large-1-1
(H-D XL 1200 Forty-Eight)

Baixa, robusta, musculosa e com muito estilo! Não penso em outros adjetivos para descrever a maravilhosa H-D Forty-Eight. Uma bobber com motor em V de 1.200 cm³ (você já sabe que é o Evolution, aqui), banco solo, comando avançado nos pedais, tanque peanut de 9L (menor que o da Iron, Eva), pneus largos e roda raiada. Sim, roda raiada porque para mim a 48 tem design mais bonito nos modelos até 2015. No meu sonho ela tem pintura hard candy laranja, aquela com flocos de metal que nos remete aos anos 70!

TRIUMPH THRUXTON

Sim, uma autêntica britânica representante do estilo Cafe Racer. Motor de dois cilindros paralelos com 865 cm³, 69 cv de potência e 7,0 kgfm de torque. Nada contra o novo motor de 1.200 cm³, mas para mim a Thruxton é uma customização da clássica Bonneville de 900 cm³. No meu sonho ela é prata!

triumph_thruxton_900__mg_3609

BMW F800R

Sim, já passamos pela robustez americana, pelo design italiano, pela autenticidade britânica, mas acho que ainda está faltando a precisão alemã! A escolhida foi a BMW F800R, uma naked com motor de dois cilindros paralelos, com quatro válvulas cada, comando duplo no cabeçote (DOHC), refrigeração líquida, injeção eletrônica e 798 cm³. São gerados 90 cv de potência e 8,8 kgfm de torque. No meu sonho ela é cinza chumbo!

maxresdefault
(BMW F800R)

Lembrando que estou falando de motocicletas base e em todas elas as customizações serão feitas da mesma maneira que na Eva (escape, filtro de ar, eliminador de rabeta, etc.). E você, gostou? Possui um TOP 5? Deixa aí nos comentários…

It’s friday

Hoje é dia de maldade, dia de arrancar com tudo no farol, ultrapassar os motocas lerdos pela faixa de ônibus e usar o ronco do escape para pedir passagem no corredor. Hoje é dia de loucura, dia voltar alucinado para casa, abastecer a moto com cerveja e beber gasolina, passar no farol vermelho, cortar caminho pelo posto de combustível. Hoje é dia… dia de maldade… dia de ficar louco…

Não, calma… isso é uma brincadeira! Bora rodar uns bons quilômetros, de boa e em baixa rotação!?

Geladas – Vedett Extra White

beer-11097_23f92_hd

Com um clima mais agradável, já que estamos quase no verão, as cervejas de corpo mais leve são indicadas pois são mais refrescantes e tendem a ter ótimo drinkability. A Witbier é uma ótima opção para te acompanhar… principalmente se ela for uma Vedett Extra White!

Pertencente à família Vedett desde 2008, a Extra White se destaca pela refermentação que ocorre na própria garrafa, fazendo com que ela tenha ótima formação de espuma branca, além de notas cítricas provenientes de seus ingredientes extras, como semente de coentro e casca de laranja. A coloração segue o estilo da cerveja, amarelo palha, porém por não ser filtrada aparenta um pouco mais de turbidez ocasionada pelos elementos naturais.

Produzida na Bélgica, pela cervejaria Duvel Moortgat, chega aqui no Brasil com um preço mais alto. Mas mesmo assim recomendo fortemente a experiência, e lógico, não esqueça de guardar a garrafa na sua coleção!

433-wbeer-01Cerveja: Vedett Extra White

Transparência: Levemente turva

Cor: Amarelo palha

Espuma: Branca, de média formação

Aroma: Cítrico, laranja e limão, e especiarias

Sabor: Cítrico frutado, com baixo amargor, corpo leve e ótimo drinkability

Copo: Pint (inglês), ou Caldereta

img_1561

Quer mais uma opção de Witbier? Veja aqui!

Rebelde sem causa

2017-honda-rebel_lifestyle-07

Focada no lifestyle a Honda lançou uma nova versão, totalmente remodelada, da antiga Rebel 250. Em produção nos EUA desde 1985, a Rebel era dotada de um motor de 234 cm³ de dois cilindros paralelos e duas válvulas por cilindro. Quase uma versão menor do motor de 400 e 450 cm³ das CB’s, que possuíam 3 válvulas por cilindro.

Para 2017, a Honda já conta com duas versões: Rebel 300, com motor monocilíndrico de 286 cm³, 4 válvulas e refrigeração líquida; Rebel 500, com motor bicilíndrico paralelo de 471 cm³, 4 válvulas por cilindro e refrigeração líquida. Os motores, compartilhados das esportivas CBR 300R e CBR 500R respectivamente, sofreu um leve ajuste para entregar maior torque já em baixas rotações.

2017-honda-rebel_lifestyle-09

A posição do piloto é relaxada e neutra, com fácil acesso ao guidão e às pedaleiras. Com distância entre eixos quase 90 mm maior do que a naked CB 300R (1402 mm contra 1490 mm), a Rebel permitiu um assento mais baixo com 690 mm do solo, contra 781 mm na CB 300R. Fiz a comparação à pequena naked, por ser a que mais vemos nas ruas e semáforos.

Fácil de reconhecer o estilo bobber na Rebel, com banco solo e para-lama traseiro “cortado”, similar às H-D’s Iron e 48. A roda dianteira inclusive, me lembrou bastante a 48, com roda e pneu idêntico à roda traseira. E como já era de se esperar dentre as opções de cores, é possível escolher um cinza fosco, além do tradicional preto brilhante, de duas desnecessárias cores vibrantes: vermelho e amarelo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Roadster

Eu disse nesse post aqui sobre o lançamento da Roadster nos EUA, mas não sabia se o modelo viria realmente ao Brasil. Tudo mudou na semana passada com a confirmação do lançamento ao mercado brasileiro… e em todas as cores!!

Na verdade, o Dan Morel já havia dado a dica sobre o lançamento nos comentários e também sobre as cores. Na minha opinião, a cor vermelha batizada de Velocity Red é a mais atraente já que estamos falando de uma roadster.

17-hd-roadster-2-large
(Foto H-D)

Wood

Definição: A madeira é um material forte e resistente, por isso pode ser usado como estrutura para uma construção, assim como pode ser usada para erguer uma parede ou sustentar um teto.

Faz muito sentido… pois um teto precisa ser resistente e forte o suficiente para aguentar as ventanias e tempestades. Mas isso é fichinha para um teto bem construído e consolidado!

Madeira me lembra natureza… nada melhor do que o som de uma banda que parece ter saído de uma floresta encantada, Of Monsters and Men. Eles são da Islândia, país nórdico localizado próximo à Groenlândia, deixando um pouco mais claro porque as inscrições no começo do vídeo são praticamente ilegíveis!

Esse post tem muito a ver com esse aqui. Parabéns para nós Luzinha!!!

Nota:

– Nessa caso, a madeira pode ser substituída por ferro, mas nada substitui o toque sedoso de uma madeira tratada.