Desventuras em série – Episódio I

Tenho falado pouco sobre a Eva por aqui… as vezes por falta de novidades, visto que as customizações que desejava fazer já consegui fazer. Na verdade, acho que nenhum dono de H-D fica muito tempo quieto quando o assunto é customização, apenas chegamos numa zona de conforto. Acho que já estou nessa zona… a Eva já está com o stage I montado, espelhos rebatidos, tampas personalizadas, tail light, algumas tranqueiras protetoras arrancadas e suporte de placa lateral.

Mas nem tudo é perfeito no universo trepidante da H-D. O suporte lateral que instalei na Eva fica preso no eixo da roda e não mais no para-lamas. Ele é nada mais, nada menos, do que uma chapa de aço carbono de aproximadamente 4,0 mm de espessura, dobrado em L, com local para fixação da placa e da luz que a ilumina. Até aí, tudo certo.

Se você buscar um pouco pelas lembranças das aulas de física do ensino médio, na minha época chamado de colegial, irá lembrar de momento físico, ou só momento. O momento é uma grandeza que representa a magnitude da força aplicada em um sistema perante uma distância conhecida de um eixo de rotação. É o conceito do braço de momento ou efeito alavanca, quanto maior a alavanca menor será a força aplicada. E daí?

Falei que o suporte era um L, certo?! E um L, preso pela ponta, se torna uma alavanca. Somando-se o peso da luz de placa ao peso próprio do suporte, o conjunto teve grau de liberdade suficiente para trepidar… e como trepidou. Trepidou tanto, que foi aos poucos foi soltando os parafusos de fixação, rasgou a região e ficou pendurada pelo lacre trincado até eu ser avisado em um semáforo.

Na “oficina” fixei novamente com outros parafusos, mesmo sabendo que ela poderia se soltar novamente e eu a perderia de vez. Durante dois dias, sob olhar meu olhar atento em todas as paradas, a placa se manteve em seu lugar. Até que no terceiro dia ela se soltou e após estacioná-la em frente ao prédio do escritório, percebi que ela não estava mais lá.

B.O., procedimentos, pedidos, taxas, fila e enfim uma placa nova. Feliz e aliviado, consegui desencanar do stress que o suporte x placa me causaram. Mas fique ligado, essa história não termina aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s